Sonhos – e como eles mudam.

Não, não vou falar do tipo de sonho que se tem quando está dormindo. Vou falar daquele outro tipo de sonho, o que a gente faz acordado, do que a gente espera pra nossa vida.

Quando eu era pequena meu sonho era ser médica e um dia eu disse pra minha mãe “Quando tu tiver filhos de novo e eles ficarem doentes, vou atender eles de graça pra ti.” com isso o diálogo seguiu:

“Mas não vou mais ter filhos, Glaucia”

“Porque não, mãe?”

“Por que daí vou estar velha.”

A isso se seguiu eu chorando, dizendo que não queria que minha mãe ficasse velha. Entretanto o sonho de ser médica continuou, com alguns outros, claro. Teve, por exemplo, uma época em que eu queria morar no México (tudo culpa de chiquititas e outras novelas mexicanas), depois mudei de ideia e – por uma quantidade enorme de tempo – queria morar na Inglaterra.

Só que esses sonhos também mudaram. Descobri no ano que estava fazendo de cursinho um curso tal chamado “Biomedicina”, nesse mesmo ano um professor de biologia do cursinho fez uma palestra extra (fora das aulas normais) sobre o HIV. Eu já tinha uma ideia que queria ser médica ou pra pediatria ou porque queria descobrir a cura pra alguma coisa (ou os dois ao mesmo tempo). Naquele palestra, que me lembro de muita coisa até hoje, vi que o que eu queria era trabalhar com o HIV. Descobrir uma cura. E foi aí que descobri, então, que não. Não era medicina mais que eu queria. Era biomedicina pra entrar na pesquisa.

Claro que como sou uma mula teimosa (sim, estou consciente desse fato) não queria admitir que meu sonho desde minha infância tinha mudado, então continuava falando que queria medicina, mas me inscrevi no vestibular pra biomedicina. No ENEM, depois, só me inscrevi pra biomedicina. E, finalmente, nos primeiros dias, quanto mais eu aprendia sobre o curso mais eu via que foi a mudança perfeita de sonho.

Outro sonho que sempre tive foi de viajar, então sempre tinha na cabeça que depois de terminar a faculdade, mesmo se me oferecessem um emprego muito bom eu não iria aceitar porque estaria na hora de viajar. Não sabia como. Não sabia se ia tirar todo meu dinheiro da poupança e fazer um mochilão (hoje posso rir dessa ideia, o dinheiro q tenho na poupança eu não ia conseguir fazer um mochilão muito decente), se ia procurar mestrado direto ou o que. Meu sonho era minha primeira viagem de avião ser pra Inglaterra. Acabou sendo pra São Paulo em um congresso.

Meu sonho era, então, depois da faculdade ir pra Inglaterra. Au Pair lá não rolava, já tinha decidido (como conto nesse post) ir desse modo, Inglaterra saiu da UE, o que me deixou braba com os ingleses, então decidi Alemanha. Melhorar alemão, visitar a terra dos meus antepassados. Cada vez mais, nos próximos meses, meu último da faculdade (que, aliás, sonhava em fazer meu TCC com HIV, mas não rolou – fiz um estágio com genética e HIV, mas queria trabalhar com o vírus mesmo pra ter habilitação em virologia e isso não dava, então…) sonhava mais com Alemanha e menos com a Inglaterra até que um dia eu notei. Meu sonho tinha mudado de novo. Não sonhava mais em morar na Inglaterra. Agora meu sonho era Alemanha (sonho que só anda aumentando estando aqui. Agora sonho com Hamburg, que simplesmente me apaixonei).

Enfim, contei das minhas milhões de mudanças pra mostrar o quanto a gente pode mudar o que pensa. Se tivesse no meu sonho de criança, eu seria uma médica morando no México. Meu sonho de adolescente uma médica na Inglaterra. Meu sonho depois dos 20: mestrado na Inglaterra. Meu sonho a partir do ano passado: mestrado na Alemanha.

Acho que é bom mudar pra irmos nos adaptando ao que a vida nos ensina e também para nos adaptarmos às nossas próprias expectativas. E sempre lutar pelo que sonhamos, fazermos o máximo para realizá-los. Porque mesmo que eles mudem em uma semana – o que mostra que crescemos, de algum jeito – pelo menos sabemos que fizemos algo pra nos deixar mais próximos do que queremos – como se fosse um presente pra nós mesmos. Afinal, se nós mudamos, nossos sonhos tem que se adaptar às nossas mudanças.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s